Notícias : ​Uma gangue abre-lhe o escroto e retira-lhe um testículo para forçá-lo a comer, mas isso está longe de ser o pior desta história.

​Uma gangue abre-lhe o escroto e retira-lhe um testículo para forçá-lo a comer, mas isso está longe de ser o pior desta história.

Que crueldade ...

Partilhar no Facebook
162 162 Partilhas

Uma gangue abre-lhe o escroto e retira-lhe um testículo para forçá-lo a comer, mas isso está longe de ser o pior desta história.

Uma gangue sádica foi condenada por liderar uma campanha de abuso medieval a um pai de dois filhos. Atos incluem força-lo a comer os seus próprios testículos, e acabaram por matá-lo.

Jimmy Prout, 45 anos e pai de dois filhos, pensou que os membros da gangue eram seus amigos, mas o seu corpo sem vida acabou por ser atirado num terreno baldio a 100 metros de casa.

Ann Corbett, 26 anos, e Zahid Zaman, 43 anos, foram condenados por assassinato, depois de admitirem os atos à justiça.

Myra Wood, 50 anos e Kay Rayworth, 56 anos, foram declarados culpados de causar a morte de um adulto vulnerável. Eles também admitiram obstrução de justiça.

Os membros deste grupo de North Tyneside tinham relações estranhas entre eles e tinham quase um espírito sectário.

Tudo começou no final de 2015, quando uma série de eventos levou à tensão e agressividade para com M. Prout, partindo-lhe os dentes com um martelo e com uma tesoura, e forçá-lo a fazer sexo com o cão de Zaman. Uma verdadeira tortura ao longo de um período de tempo para este homem.

Foi-lhe até aberto o escroto com uma faca para remover um testículo e forçá-lo a comê-lo. M. Prout morreu no dia 09 de fevereiro de 2016 e o seu corpo foi atirado num terreno baldio, onde foi discriminado e foi parcialmente comido por animais. 

Zaman, que está em uma cadeira de rodas era o líder do grupo, foi descrito como "controlador e vingativo." Ele estava determinado a recuperar o que lhe pertencia depois de crer que o M. Prout esteve envolvido num roubo contra ele.

Às vezes, o grupo estava filmava os ataques, mostrando a deterioração da saúde da vítima. M. Prout, que por vezes, publicou fotos dos seus ferimentos na sua conta do Facebook.

As sentenças dos réus serão ouvidas no dia 27 de Junho.

Partilhar no Facebook
162 162 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye

Goste/partilhe