Notícias : 'Tenho más notícias: estou morta.' A carta de despedida desta mãe fez 100.000 pessoas chorarem e rirem no Facebook.

'Tenho más notícias: estou morta.' A carta de despedida desta mãe fez 100.000 pessoas chorarem e rirem no Facebook.

Últimas palavras.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

'Tenho más notícias: estou morta.' A carta de despedida desta mãe fez 100.000 pessoas chorarem e rirem no Facebook.

Aos 34 anos, Heather McManamy foi diagnosticada com cancro da mama. A doença era terminal e fez Heather pensar nos momentos da vida da filha, Brianna, que não conseguiria acompanhar. Por isso, criou um livro com cartões para as diferentes ocasiões da vida da menina, desde o primeiro dia de escola até ao casamento.

Para além disso, Heather escreveu uma carta de despedida à filha, ao marido e aos amigos. Morreu no dia 15 de Dezembro de 2015 e o texto, publicado pelo seu marido Jeff no Facebook já foi partilhado mais de 19 mil vezes e reuniu cerca de 74 mil likes.

"Eu tenho algumas boas notícias e algumas más notícias. As más são que, aparentemente, estou morta. As boas são que, se estás a ler isto, é que certamente tu não estás (a não ser que tenhas wi-fi no Além). Sim, é uma porcaria. É uma porcaria para além de quaisquer palavras, mas estou tão contente por ter vivido uma vida cheia de amor, alegria e amigos incríveis", começa a carta.

Heather pede às pessoas que compreendam que a sua família não segue nenhuma religião, e que não pensem nela com pena ou tristeza. Primeiro, dirige-se à filha: "Por favor contem histórias à Brianna, para que ela saiba quanto eu a amo e quão orgulhosa dela sempre estarei (e façam-me parecer muito mais fixe do que sou). Porque eu não amo nada tanto como ser mãe dela", escreveu. "Não digam que perdi contra o cancro. Porque o cancro pode ter-me tirado quase tudo, mas nunca me tirou o amor, a minha esperança ou a minha alegria. (…) A forma como vivi com a doença durante anos é algo que considero uma grande vitória", defende Heather.

Grande parte da carta é dedicada ao marido, Jeff, que Heather considerava o amor da sua vida e o seu "melhor amigo", que a fez acreditar que "o amor verdadeiro e as almas gémeas existem". "Parte-me o coração ter de dizer adeus. (…) Espero que com o tempo possas pensar em mim e sorrir e rir, porque raios, tivemos uma grande vida", afirma. Com humor, dá-lhe uma ideia: "Sei que se parares e olhares com força suficiente, eu estarei contigo ali (da maneira menos esquisita possível)."

Finalmente, dirige-se aos amigos. "Se forem ao meu funeral, por favor acabem com uma conta no bar que me deixe orgulhosa. (…) Celebrem a beleza da vida com uma festa dos diabos porque sabem que é isso que quero e acredito que de uma maneira estranha, encontrarei uma maneira de estar lá convosco."

A carta termina com um conselho: "Façam-me um favor e tirem uns minutos cada dia para reconhecer a aventura frágil que é esta vida maluca. Nunca se esqueçam: cada dia conta."

Os cartões que Heather escreveu à filha foram publicados num livro, cujo nome é Cards for Brianna.

Hello all,I am posting this on behalf of the love of my life. These are her words. Much love to all. - Jeff...

Posted by Heather McManamy on Tuesday, December 15, 2015
Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: facebook Heather McManamy

Goste/partilhe