Notícias : ​Se não lhe removerem as escamas a cada duas horas, este menino vai morrer: a história inspiradora de Evan Fasciano.

​Se não lhe removerem as escamas a cada duas horas, este menino vai morrer: a história inspiradora de Evan Fasciano.

Dor constante.

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
1,303 1.3k Partilhas

Se não lhe removerem as escamas a cada duas horas, este menino vai morrer: a história inspiradora de Evan Fasciano.

Em 2011, os pais do pequeno Evan Fasciano, de Goshen, de Connecticut (EUA), ficaram chocados quando viram o filho pela primeira vez. Ele mal podia ser reconhecido com o um bebé humano. O corpo delicado estava coberto com duras escamas. Os olhos estavam tão incrustados, que ele não conseguiu abri-los durante semanas. O menino ficou na UTI a receber cuidados especiais durante  dois meses.

Evan tem uma doença de pele chamada Ictiose. A pele dele cresce muito rápido, forma escamas que se colam e dificultam a sua movimentação. Se estas escamas não forem removidas regularmente, Evan acaba por morrer. Os médicos alertaram os pais do menino de que ele provavelmente não viveria durante muito tempo. A doença dele é considerada terminal e incurável, mas eles não conheciam o espírito de luta desta família.

Evan fez 5 anos recentemente. O nome dele significa literalmente "lutador", e não poderia ser mais apropriado para ele. Desde que veio ao mundo, Evan tem lutado todos os dias para sobreviver. A mãe dele dá-lhe banho duas vezes ao dia, suavizando as escamas e tornando-as mais fáceis de serem removidas. "Ele dificilmente reclama", diz ela, comovida.

Os pais de Evan têm que se certificar de que o menino coma bem e se hidrate. O crescimento rápido da pele queima tantas calorias, que é até difícil saber se ele está a receber os nutrientes suficientes. Além disso, Evan não sua, o que pode levar ao super aquecimento do corpo, fazendo-o entrar em choque e ter convulsões, é por isso que seus pais lhe dão muitos líquidos e frutas, para equilibrar a temperatura corporal.

Evan consegue falar e é bastante inteligente, mas sua coordenação motora é severamente afetada pela pele. Ele não consegue andar, mas é mestre a gatinhar e passeia pela casa toda desta forma. Quando o irmão mais nove, de 1 ano e sete meses, Vicenzo, aprendeu a andar, Evan não ficou com inveja. Ele ficou muito feliz e orgulhoso do irmãozinho.

Evan começou a frequentar a escola recentemente. A mãe explicou aos colegas de classe o porquê dele parecer diferente das outras crianças. Felizmente, os novos amiguinhos reagiram da melhor maneira possível. Ele é a "celebridade" da turma e é tratado com bondade pelos coleguinhas.

No entanto, há sempre alguém que não tem o coração cheio de bondade. Evan já foi chamado de "lagosta" por causa da pele vermelha e por não ter cabelo. Mas a família tenta não dar atenção. Eles amam Evan como ele é e como ele encara cada dia com bravura.

Mesmo correndo grande risco de infecção, os pais do menino tentam fazer com que ele tenha a vida mais normal possível. Eles não o escondem nem o afastam das coisas que as crianças da sua idade adoram.

No parque ou em casa, Evan e o irmão correm livremente. É lindo ver como eles são gentis um com o outro.

Podes ver o vídeo da história de Evan aqui:

Enquanto Evan tiver esta maravilhosa família, que se dedica ao seu bem-estar, ele vai superar todos os obstáculos. Ele merece. E mesmo que ele encontre novas pessoas pelo caminho que serão cruéis com ele por falta de compaixão, ele sabe que a família sempre o vai apoiar.

Partilhar no Facebook
1,303 1.3k Partilhas

Fonte: http://www.ayoye.com/videos/quand-il-voit-le-jour-les-parents-sont-sous-le-choc-mais-admirez-ce-qu-il-est-devenu-aujourd-hui
Crédito foto: http://www.ayoye.com/videos/quand-il-voit-le-jour-les-parents-sont-sous-le-choc-mais-admirez-ce-qu-il-est-devenu-aujourd-hui

Goste/partilhe