Notícias : O seu filho tira-lhe o juízo e já não sabe o que fazer… PARE, não grite com ele! Melhor tentar esta regra de ouro…

O seu filho tira-lhe o juízo e já não sabe o que fazer… PARE, não grite com ele! Melhor tentar esta regra de ouro…

Como criar adequadamente uma criança.

Partilhar no Facebook
7 7 Partilhas

O seu filho tira-lhe o juízo e já não sabe o que fazer… PARE, não grite com ele! Melhor tentar esta regra de ouro…

Cada pai tem o seu livrinho de como criar os seus filhos. No entanto, as estatísticas mostram que maior parte tende a seguir as regras herdadas de gerações passadas.

A inovação neste campo é um processo terrivelmente lento, e só se consegue com a ajuda dos melhores psicólogos e educadores. Mas, apesar de tudo, o seu filho não o ouve, porta-se mal e até é agressivo, está na hora de começar a pensar no que está a fazer mal, e como resolvê-lo. 

Acredite ou não, essas crianças estão no casulo da vida. E, como qualquer flor, não são capazes de crescer e florescer sem o devido cuidado. E não são coisas materiais.

O melhor presente que pode dar ao seu filho é colocado diretamente na sua consciência. Convidamo-lo a conhecer alguns conselhos que podem ajudá-lo a criar adequadamente uma criança… O que semeia hoje, vai colhê-lo na velhice, lembre-se disso! 

Como criar corretamente uma criança:

Não grite com ele

Um velho conselho, mas incrivelmente útil. Quando grita com o seu filho, ele absorve toda essa agressão como se fosse uma esponja e pode deita-la toda fora mais tarde.Relaxe, respire profundamente e pense no porquê de gritar com ele. Agora prepare-se mentalmente para a adversidade e quando chegar o momento, expresse o seu descontentamento com o seu tom normal. Isto facilita em grande medida a sua formação.

Sim, é difícil conter-se, sem dúvida. Mas impossível? Não acredito. Este valioso conselho tem ajudado muitos adultos a enfrentar situações muito desagradáveis. Em primeiro lugar, averigue o motivo da sua irritabilidade e do seu choro. Esteja preparado para situações deste género. Música alta, más notas? Já passou por essa etapa, por isso, teoricamente, já deveria estar pronto para tal angústia.

Conte até 10. Os seus gritos ficarão na sua memória, não a imagem da sua cara de desapontado… 

Não lhe peça demasiado

O seu filho deve ser o melhor para si, mesmo que não ganhe medalhas de natação e não seja o melhor da turma.

Não assumaque ele tenha que ser igual às outras crianças da sua idade, ou que tenha que realizar os sonhos que tem para ele. Observe e analise o que ele faz melhor e encaminhe-o a desenvolver essa faceta! 

Dê uma boa impressão 

As crianças são o espelho dos pais. O seu filho avaliará tudo o que fizer e tentará imitar.

Por este motivo, na sua presença, comporte-se como quer que ele se comporte. Demonstre conhecimento, força e caráter. Deste modo, não ganhará apenas credibilidade como irá colocar o que você de melhor tem no seu filho. 

Discuta, ajude e convença 

Uma boa compreensão mútua é fundamental! Para falar da vida diária com o seu filho, não o faça como um maestro, mas sim como um amigo. Ajude-o a sentir que pode contar consigo a qualquer momento e que estará lá sempre para ele.

Convença-o de que ele será sempre o seu filho, independentemente dos seus êxitos ou fracassos. Faça com que ele cresça num ambiente de amor e compreensão! 

Passe mais tempo com ele 

Mesmo que o seu horário não seja muito flexível, arranje um tempinho para o seu filho e use-o o mais eficientemente possível. Leia-lhe livros, leve-o ao cinema, a um parque ao ar livre… Isto terá um efeito positivo na vossa relação.

Se a criança não presta muita atenção, procure outras opções que o interessem. Pouco a pouco a coisas mudarão e tudo correrá bem no fim. 

Não fuja das suas perguntas 

Mesmo que a criança tenha feito uma pergunta acerca de um tema sensível, não tente mudar de assunto. Algumas crianças têm uma maior sede de saber, qualquer incerteza na resposta, distorcerá a percepção da realidade. Responda-lhe diretamente, mas de forma sucinta se o tema é-lhe desagradável. 

Não o proteja demasiado das dificuldades 

A sua tarefa como pai é preparar a sua mente pouco desenvolvida para a vida adulta, mas sem fazer danos na sua infância. É, por isso, e sem estar a passar da linha, é bom mantê-lo fora dos problemas e preocupações adultas.

A morte de um ente querido, os problemas familiares, até um erro banal ao comprar um brinquedo bonito, irão ajudá-lo a amadurecer e a crescer. 

Admita os seus erros

Quando se der de conta de que não teve razão, por exemplo, numa discussão com o seu filho ou filha, não tenha medo de admitir o seu equívoco. A sua credibilidade não irá por água abaixo, pelo contrário, elevar-se-á à justiça ou derrota bem reconhecida. 

É assim que deve criar uma criança, para tornar-se numa pessoa a sério. Ponha em prática estes conselhos e verá como irá mudar a sua vida bem como a da sua família, para sempre. Se gostou da ideia, partilhe-a com os seus amigos nas redes sociais…

Partilhar no Facebook
7 7 Partilhas

Fonte: Qué pasada · Crédito foto: Qué pasada

Goste/partilhe