Notícias : ​O pai diz-lhe que ela morreu para ele, porque foi ao baile de finalistas com um rapaz preto!

​O pai diz-lhe que ela morreu para ele, porque foi ao baile de finalistas com um rapaz preto!

Realmente horrível!

Partilhar no Facebook
751 751 Partilhas

O pai diz-lhe que ela morreu para ele, porque foi ao baile de finalistas com um rapaz preto!

Anna Hayes terminou o seu secundário em Lake Village no sul de Arkansas. Lá, o racismo é um grande problema na comunidade.  

“Infelizmente, o racismo ainda existe em todo o mundo, mas aqui no sul, é bem pior”, diz ela.

Anna afirma que a intolerância existe na sua família. O seu pai continua a ser racista, por razões que ela desconhece.

Ela viveu com ele durante algum tempo depois do divórcio dos pais, mas voltou a viver com a sua mãe durante a adolescência.

Portanto, não tem uma relação muito chegada com o pai.

“Ele era racista quando eu vivia com ele, mas eu nunca percebi bem o que significava ser racista. Quando somos crianças, vemos o mundo de uma forma diferente.”

Ela conta que a opinião do seu pai a magoa particularmente porque a sua meia-irmã, do lado da sua mãe, é mestiça.

“Ele disse-me que se eu me desse com um rapaz preto, que estaria morta aos seus olhos. Eu mantive-me fiel às minhas crenças. Ele disse-me tantas coisas horríveis.”

Foi então que o seu baile de finalistas chegou e ela pediu ao seu amigo Phillip Freeman para ser o seu par. 

“Ele é um amigo próximo e é bastante giro, pelo que lhe pedi para ser o meu par. É um bom rapaz e é bastante divertido.”

Depois do baile, eles partilharam fotos no Facebook. Alguns momentos depois, Anna recebeu as seguintes mensagens do seu pai:  

“Acabou.

Não te vou ver a receber o diploma. Nem te vou pagar a universidade. Vai viver com os pretos.”

“Fui ao baile com um rapaz preto e isso é um problema? Isso é bastante racista.” disse ela.

“Sim, morreste para mim”, disse ele novamente.

“Ok”

“Nunca mais me contates, estamos conversados. Se queres ser uma OFERECIDA não me metas no meio. Vou cancelar a tua conta de telemóvel segunda feira, a nossa relação acabou.”

“Eu não fiz nada de mal”, disse Anna.

“Cala-me essa boca já não tens direito de me falar. Vai viver com os MALDITOS dos pretos. Já tirei as tuas fotos todas das paredes. Podes ir para o inferno. Mas que raio se passa contigo? Vou cancelar a tua conta de telemóvel e o teu seguro. Queres-te meter com seres inferiores eu trato-te da forma como mereces”

Anna disse que não contou previamente ao seu pai com quem ia ao baile porque “ele não tem de saber de tudo o que eu faço”.

Quando ela recebeu as mensagens, ela diz que se sentiu muito triste e que não tinha previsto esta situação. 

“Magoa-me imenso e não percebo como é que alguém pode odiar uma pessoa que nunca conheceu, só pela cor da sua pele”.

A sua mãe também ficou em choque.

“A minha mãe ficou chocada e sentiu-se mal, mas não há nada que ela possa fazer.”

Phillip partilhou a conversa nas redes sociais, e muitas pessoas ficaram chocadas com a situação e, mesmo, enojadas.

Uma pessoa de Arkansas disse não estar surpreendida pelos comentários do pai de Anna, enquanto que outras acharam (negativamente) surpreendente a linguagem por ele utilizada.

Anna aproveitou a atenção que recebeu nas redes sociais para passar uma mensagem:

“O racismo tem que parar. Nós podemos ser a mudança que queremos ver no mundo, e se algum membro da vossa família vos rejeitar devido a alguém que vocês amam ou apreciam, esqueçam esse familiar, encontrarão sempre apoio”.

Partilhar no Facebook
751 751 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye

Goste/partilhe