Notícias : Este cão estava a morder uma criança de 9 anos de idade, quando a polícia o capturou. Mas quando descobriram a verdade por trás do ataque, os meus olhos encheram-se de lágrimas

Este cão estava a morder uma criança de 9 anos de idade, quando a polícia o capturou. Mas quando descobriram a verdade por trás do ataque, os meus olhos encheram-se de lágrimas

É justo

Partilhar no Facebook
4,138 4.1k Partilhas

Este cão estava a morder uma criança de 9 anos de idade, quando a polícia o capturou. Mas quando descobriram a verdade por trás do ataque, os meus olhos encheram-se de lágrimas

Este “pitbull” chamasse Buddy e demonstrou ser um herói. Quinta-feira passada, uma mulher tentou afogar os seus dois filhos, de 5 e 9 anos de idade, no Rio Murray, na cidade australiana de Burnsville. Graças ao Buddy, um dos irmãos conseguiu sobreviver, pois quando viu que a criança precisava de ajuda, o cão correu na sua direção sem pensar duas vezes. 

Buddy mordeu a mãe dos dois filhos e tentou tirar por arrasto as crianças do rio. O cão só conseguiu salvar o irmão mais velho, mas quando a polícia chegou, decidiram levar o animal à força. A razão? Para retirar a criança do rio, o cão mordeu-a e a polícia, sem saber o que tinha acontecido exatamente, levou-o a pensar que era um cão perigoso e que tinha sido ele a atacar as crianças. 

Foi então que os donos do Buddy criaram uma página no Gopetition, a pedir ajuda para salvar o seu cão. Nela, disseram: "Buddy é um membro da nossa família e cresceu rodeado de crianças durante toda a sua vida; sempre foi um cão carinhoso e adorável, claramente viu uma criança que precisava de ajuda e tentou ajudá-la". A polícia estava a pensar sacrificar o animal, alegando que era perigoso, mas graças às assinaturas na página (mais de 50.000) e à investigação policial, confirmou-se que o animal não é perigoso e que, efetivamente, apenas tentou ajudar as crianças. 

A mãe (cujo nome é desconhecido devido a questões legais) foi processada por homicídio e tentativa de homicídio. O irmão mais velho ainda está a recuperar no hospital. E a família do Buddy está à espera que a polícia lhes devolva o seu adorável cãozinho. Sem dúvida, uma história triste que poderia ter acabado ainda muito pior, se este adorável “pitbull” não tivesse agido. A partir daqui, podemos dar graças a ele e à sua família, esperando que a justiça faça o possível para punir a mãe dessas crianças por um crime tão cruel.

Partilhar no Facebook
4,138 4.1k Partilhas

Fonte: No lo creo · Crédito foto: No lo creo

Goste/partilhe