Notícias : ​Este bebé dorme todas as noites com uma serpente, 11 anos mais tarde veja como está!

​Este bebé dorme todas as noites com uma serpente, 11 anos mais tarde veja como está!

Hipnotizante!

Partilhar no Facebook
1,316 1.3k Partilhas

Este bebé dorme todas as noites com uma serpente, 11 anos mais tarde veja como está!

Sambath é um jovem de 11 anos que vive no Camboja. Ele é filho único, mas nunca se sente sozinho: Sambath tem um companheiro de brincadeiras, ainda que este seja pouco habitual... 

Ele brinca com uma pitão fêmea com 6 metros de comprimento e que pesa mais de 120kg! O jovem e a serpente são inseparáveis; eles brincam, passeiam, e inclusive dormem até juntos. 

Quando a mãe de Sambath estava a alguns dias de dar à luz o seu filho, ela teve um sonho estranho em que uma serpente aparecia para proteger a sua família. Três meses depois, quando Sambath era um pequeno bebé, os pais descobriram uma pequena serpente na sua cama, que na altura era do tamanho de um dedo. O pai levou-a para a rua e libertou-a nos arbustos, mas alguns dias mais tarde a serpente tinha voltado. Foi então que os pais decidiram ficar com ela. A pitão fêmea batizada de Chomran iria crescer com o Sambath. 

Toda a família acredita mesmo que a serpente os protege de todos os males e problemas. Chomran tem mesmo o seu próprio quarto onde se alimenta de dezenas de quilos de galinha ou de pato por semana.

O pai diz que: “Há uma ligação especial entre os dois. O meu filho brinca com a serpente desde que ele aprendeu a andar e ela a rastejar. Eles dormiam juntos no berço.” 

É bastante surpreendente ter uma serpente deste tamanho como um animal de estimação! Mas 11 anos depois, o menino e a serpente mantêm-se inseparáveis.
O bicho tornou-se até famoso, recebendo visitas de pessoas curiosas. Como a serpente não faz mal aos humanos que a criaram, recebeu até uma proposta de um realizador que a queria comprar para o seu filme. 

Mas Sambath deixou logo claro: “Nunca vou deixar que alguém a leve para longe de mim, isso nunca acontecerá. Eu adoro-a muito.”

É, na verdade, raro que as pitões ataquem os humanos, a menos que provocadas. Mas esta criança não sente nada para além de amor pela sua amiga, mesmo que ela fosse capaz de o sufocar em meros segundos, sem grande esforço! Ele cresceu com ela, e ambos conhecem-se um ao outro.

Podem ver aqui o vídeo com a sua história (em inglês):  

O amor entre um humano e um animal pode nascer em qualquer circunstância, sem importarem as diferenças entre espécies. A partir do momento em que ambos se respeitam, tudo deverá correr bem!

Partilhar no Facebook
1,316 1.3k Partilhas

Fonte: Feroce · Crédito foto: Feroce

Goste/partilhe