Notícias : Estado nega pensão a cega incapacitada que tem filho com paralisia cerebral

Estado nega pensão a cega incapacitada que tem filho com paralisia cerebral

Casal de cegos tem três filhos, um dos quais sofre de paralisia cerebral. A Segurança Social nega dar pensão de [Leia Mais]

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
4,813 4.8k Partilhas

Estado nega pensão a cega incapacitada que tem filho com paralisia cerebral

Casal de cegos tem três filhos, um dos quais sofre de paralisia cerebral e a Segurança Social nega dar pensão de invalidez a mulher de 34 anos, que tem 10% de visão e incapacidade permanente de 93,4%.

Marta Teixeira tem três filhos menores, um dos quais com paralisia cerebral como falamos a cima, e o sustento da casa é o ordenado do marido, que também é cego, e ganha 300 euros do abono das crianças.

Marta sofre de miopia alta e retinite pigmentar. Vive em Casal de Cambra (Sintra) e trabalhou um ano como telefonista num supermercado. Teve de deixar o emprego após o nascimento de João, o filho de sete anos, que sofre de paralisia cerebral, devido a atenção que ele exige.

“Durante quatro anos fiquei de baixa por assistência ao filho e a partir daí deixei de receber subsídio”, conta. A família vive do salário de Nuno Fernandes, cego devido a glaucoma: é telefonista e aufere 557 €

“Gasto muito dinheiro com o João, com fraldas, seringas e medicamentos”, diz Marta.

Ao CM, o Instituto da Segurança Social explica que o pedido de pensão foi indeferido pois Marta “não foi considerada com incapacidade para o exercício da profissão”, mas vai convocá-la para “atualizar o diagnóstico social” da família.

O oftalmologista Eugénio Leite, que tem tratado Marta, considera “intolerável” a decisão de negar a pensão à doente. “Ela tem um campo visual tubular, como se visse por um tubo. Durante o dia vislumbra pouco e à noite não tem visão”. 

Partilhar no Facebook
4,813 4.8k Partilhas

Fonte: Vai dar zebra · Crédito foto: Vai dar zebra

Goste/partilhe