Notícias : ​Esta rapariga de 15 anos suicidou-se saltando de um edifício. Quando os seus pais leem as mensagens no seu telemóvel, descobrem o motivo

​Esta rapariga de 15 anos suicidou-se saltando de um edifício. Quando os seus pais leem as mensagens no seu telemóvel, descobrem o motivo

Animalaesco...

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
370 370 Partilhas

Esta rapariga de 15 anos suicidou-se saltando de um edifício. Quando os seus pais leem as mensagens no seu telemóvel, descobrem o motivo

Especialmente na era da informação, na era em que estamos todos conectados, é quase impossível controlar tudo o que os jovens fazem na internet. Embora eles acreditem que a maioria dos jogos e desafios da moda que circulam nas redes são seguros, por vezes alguns escondem um lado obscuro. Como o que esconde esta aparentemente gentil baleia. 

As autoridades estão a investigar na Rússia um jogo perverso que se tornou moda entre os adolescentes, e acreditam que podes estar ligado à morte de 130 jovens. O jogo chama-se “Desafio da baleia azul”. Ficou com o nome da majestosa baleia azul, uma baleia que, por escolha própria, dá à costa para morrer. O objetivo final do jogo é que os jogadores se suicidem.  

Para participar neste horrível jogo, impulsionado nas redes sociais, os participantes, que geralmente são adolescentes entre os 14 e os 16 anos, têm que contatar um administrador que lhe faz advertências antes de começar: se aceitarem jogar, não podem sair até o completarem. Se os participantes quiserem para o jogo antes do tempo, o administrador ameaça-os dizendo que tem todos os seus dados e que irão dá-los, bem como os dados das suas famílias. 

Quando os jogadores aceitam, o administrador dá-lhes um desafio por dia durante 50 dias e têm que superá-los. Alguns destes desafios podem ser relativamente inócuos, como não falar durante um dia ou levantar-se à meia-noite para ver um filme de terror. Outros desafios são muito mais deploráveis, como auto mutilar-se ou cortar a pele desenhando uma baleia. Mas o pior dos desafios é o último: para “ganhar” o participante tem que se suicidar.  

O caso da russa Yulia Konstantinova chocou todo o país: com apenas 15 anos, suicidou-se atirando-se do telhado de um edifício de 14 andares. Anteriormente, tinha deixado nos seus perfis nas redes sociais, mensagens onde se via uma foto de uma baleia azul acompanhada de uma mensagem “O fim”. Com esta notícia veio à tona esta tendência preocupante que tem tirado muitas vidas. 

Embora se tenha originado na Rússia, já foram denunciados possíveis casos deste jogo em países como Reino Unido, Brasil, Colômbia ou Chile, pelo que é necessário consciencializar acerca desta moda sádica.

No final de abril, deu-se um caso em Espanha: uma rapariga com 15 anos deu entrada num hospital psiquiátrico em Barcelona e foi descoberto que estava a participar no jogo. Ao que parece, mandaram-na suicidar-se nas linhas de comboio, mas por sorte, os seus pais intervieram antes que o pudesse fazer. 

Os adolescentes mais propensos a cais neste tipo de enganos são jovens deprimidos e facilmente manipuláveis que procuram conforto ao pertencer a organizações sectárias como esta. A prevenção é a chave nestes casos: nunca deixes de procurar ajuda se for necessária.

Partilhar no Facebook
370 370 Partilhas

Fonte: No lo creo · Crédito foto: No lo creo

Goste/partilhe