Notícias : Esta mulher foi enterrada viva e perdeu o bebé. 28 anos depois, ela não consegue acreditar no que o médico fez!

Esta mulher foi enterrada viva e perdeu o bebé. 28 anos depois, ela não consegue acreditar no que o médico fez!

Não há palavras...

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Na Armênia, a 7 de dezembro de 1988, aconteceu um dos piores desastres naturais do século 20. Um terrível terramoto arrasou dezenas de cidades e aldeias, causando mais de 25 mil mortos e mais de 100 mil feridos graves.

Um jovem cirurgião da Ossétia do Norte, Kazbek Kuzaev, foi para dar ajudar no local, junto com muitos colegas. Durante semanas, os médicos trabalharam dia e noite para prestar atendimento a centenas de pessoas, cujas vidas estavam destruídas.

O doutor Kuzaev sempre foi muito otimista, enérgico e os seus pacientes adoravam-o. Ele sabia apoiar os seus pacientes, devastados, e dar-lhe a esperança de um futuro melhor e mais sorridente.

Aida Saakyan era uma de suas pacientes. Quando o terremoto derrubou a sua casa, a mulher encontrou-se enterrada sob os escombros. Ela esteve presa na escuridão por muitas horas e gritava por ajuda, até ficar sem voz. Finalmente resgatada, ela foi levada para um dos poucos hospitais ainda de pé, mas quando ele a viu, os seus olhos encheram-se de lágrimas: ela estava coberta de hematomas, muitos ossos partidos, vários órgãos atingidos e arrebentados...

Pior, ela estava grávida e perdeu o bebê, bem como metade da sua família. Ninguém acreditava que ela iria sobreviver, mas graças ao Dr. Kuazev e colegas, ela começou a recuperar-se e foi ainda capaz de andar novamente.

Algum tempo depois, Aida estava novamente grávida e deu à luz uma menina por cesariana. Mais tarde, ela deu à luz outra menina, contou-lhes várias vezes a sua história de sobrevivência e como um médico lhe salvou a vida lhe devolveu a esperança de um futuro. Embora elas não o conheciam pessoalmente, ele era como um membro da família.

Aida agradeceu a Dr. Kuzaev, por 28 anos, rezando por ele. Sem ele, ela não seria nem mãe nem avó hoje. Imagine, então, a sua excitação quando a sua filha mais nova lhe disse que o médico estava à sua procura.

A filha descobriu fotos do resgate da mãe nas redes sociais e entrou em contato com o homem que as publicou. Quem poderia imaginar que o Dr. Kuzaev iria guardar fotos dos seus ex-pacientes e publicá-las 28 anos depois, no Facebook?

O cirurgião disse que se perguntou muitas vezes como estariam pessoas, e se elas teriam conseguido superar a perda e continuar com as suas vidas. Ele esperava encontrar respostas para estas perguntas através desta publicação.

O post foi partilhado milhares de vezes, e os meios de comunicação arménios têm ajudado, para que eleencontrasse os seus ex-pacientes e colegas, 28 anos depois da tragédia.

Ainda tinha lágrimas nos olhos, quando viu o cirurgião que lhe permitiu ter uma vida plena de felicidade.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: www.ayoye.com · Crédito foto: HEFTIG

Goste/partilhe