Notícias : ​Esta mulher é linda. Mas vê rosto dela hoje em dia. Não vais acreditar que alguém foi capaz de lhe fazer ISTO.

​Esta mulher é linda. Mas vê rosto dela hoje em dia. Não vais acreditar que alguém foi capaz de lhe fazer ISTO.

Queimada com ácido.

Partilhar no Facebook
16 16 Partilhas

Esta mulher é linda. Mas vê rosto dela hoje em dia. Não vais acreditar que alguém foi capaz de lhe fazer ISTO.

A indiana Laxmi Agarwal, de Nova Deli, tinha apenas 15 anos quando a sua vida mudou do dia para a noite de maneira trágica. Um homem de 32 anos, irmão de um colega de escola, queria-se casar com ela - mas Laxmi recusa o pedido. Como vingança, o noivo rejeitado atira-lhe ácido no rosto!

Hoje, aos 26 anos de idade, ela ainda se lembra vividamente daquele dia: "Primeiro senti algo gelado. Depois, eu senti uma queimadura intensa. Então, o líquido derreteu-me a pele...". Laxmi apenas conseguiu salvar a visão porque ela instintivamente colocou as mãos na frente do rosto.

A adolescente passou 10 semanas no hospital e os médicos tiveram que lhe remover toda a pele do rosto. Desde então, Laxmi teve de se submeter a inúmeras operações. Porém, mesmo que as feridas tenham sarado, a forma como os amigos e parentes reagiram continuou a causar-lhe dor: "A minha própria família não me queria mais ver, nem os meus amigos", lembra ele. "Eu escondi-me em casa durante 8 anos e só saia quando me cobria completamente.

O autor deste crime foi condenado a uma pena de um mês e, imediatamente depois, ficou completamente livre de novo. "Eu procurei um trabalho, mas ninguém me queria contratar. Eles disseram: 'As pessoas vão ter medo de ti", conta Laxmi.

Com o passar dos anos, Laxmi acabou por conhecer outras vítimas de ataques de ácido. Esses ataques ocorrem frequentemente na Índia, principalmente como vingança de homens rejeitados ou por causa de disputas em relação ao dote de casamento sugerido.

Cerca de 1.000 casos são registados a cada ano, mas o número real é muito maior, porque muitas das vítimas não denunciam o criminoso por medo ou vergonha. Laxmi resolveu fazer algo pelas vítimas: hoje ela é uma ativista que luta pela proibição da venda livre de ácido e também pede que os criminosos tenham uma punição mais dura.

E seus esforços têm dado efeito: a mensagem de Laxmi tem sido ouvida. Ela tornou-se inclusive a modelo da nova colecção da marca indiana Viva N Diva. "Por um momento, eu vi a beleza de uma forma muito diferente e nós queremos mostrar isso. Queremos que estas mulheres deixem a imagem de vítima de lado e possam ter um palco, um emprego, uma plataforma", explicou o co-fundador desta fabricantes de Saris.

"É uma mensagem para o nosso país: a vida não termina para as mulheres depois de um ataque de ácido", afirma Laxmi. "A gente sempre pode ter a coragem de sair e construir um novo nome para nós mesmas."

Felizmente, Nahim Khan, o homem que lhe atirou ácido foi, mais tarde, sentenciado à 7 anos de prisão. Laxmi também teve a sorte de encontrar um grande amor: hoje ela está feliz ao lado de Alok Dixit, o fundador da campanha Stop Acid Attacks. Juntos, eles têm um filha chamada Pihu.

"Assim como todo mundo que ama, eu encontrei o amor em Laxmi", diz o apaixonado marido. "Sim, ela foi vítima de um ataque com ácido e podemos ver isso, mas isso não é importante na nossa relação. Eu apreciei imediatamente a sua coragem e o fato de que ela enfrentou o mundo e parou de se esconder atrás de quatro paredes". Lado a lado, o casal luta contra a exclusão social dos afetados por este problema.

Laxmi não se tornou apenas o "rosto" de uma marca de roupas. Ela é também a voz de todas as pessoas afetadas pelos ataques com ácido. Esta indiana é um verdadeiro exemplo de determinação. "Um rosto bonito não é a coisa mais importante na vida, mesmo quando somos levadas a acreditar nisso", disse a jovem mãe. "Olhem para mim, uma vítima de ácido, que lutou e mudou essa forma de pensar - esse é o pior castigo que qualquer criminoso poderia imaginar."

Que mulher maravilhosa! Se também ficaste impressionado, partilha este artigo com todos os que conheces. Qualquer que seja o teu problema, vai à luta!

Partilhar no Facebook
16 16 Partilhas

Fonte: Naoacredito

Goste/partilhe