Notícias : ​Esta menina de 2 anos não tem um braço. Mas os pais rapidamente descobrem que outra coisa está a faltar.

​Esta menina de 2 anos não tem um braço. Mas os pais rapidamente descobrem que outra coisa está a faltar.

A peça que faltava.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Esta menina de 2 anos não tem um braço. Mas os pais rapidamente descobrem que outra coisa está a faltar.

Esta é Scarlette. Apesar de feliz e sorridente, a menina de apenas 2 anos teve que passar por algo que a maior parte de nós espera nunca ter que passar. Scarlett nasceu com uma anomalia no braço esquerdo, fazendo com que este membro tivesse o triplo do tamanho normal.

Após o parto, os médicos descobriram a origem do problema: Sarcoma Indiferenciado de Células Fusiformes. Isso significa que as células do seu corpo se transformam em tumores. Até hoje, Scarlette é o único caso conhecido deste tipo exacto de cancro.

Para lhe salvar a vida, os médicos tiveram que realizar uma cirurgia quando a pequena tinha apenas 10 meses. Durante o procedimento, eles tiveram que remover o braço gigante de Scarlette, além do seu ombro esquerdo, da sua clavícula da escápula e também toda a pele em torno do lado esquerdo do seu torso. A ferida aberta foi então coberta com enxertos de pele.

Com 1 ano de idade, Scarlette ainda não era capaz de se pôr de pé ou de andar por conta própria. Até aquele momento, ela tinha passado a maior parte de sua vida no hospital e já tinha sido submetida a 19 cirurgias, muitas transfusões de sangue e infinitos exames e testes. Para alegrar a menina, os pais decidiram que era a hora de buscar um companheiro para Scarlette. Eles queriam alguém como ela e partiram à busca.

Após 6 meses a procurar em abrigos de animais, o casal Simone e Matthew finalmente encontrou a companhia perfeita para a menina: Holly, uma gatinha muito especial. Uma semana antes do natal, Holly foi resgatada após um acidente, tendo sido encontrada com a pata frontal direita totalmente esmigalhada. Ao que tudo indica, ela foi atropelada por um carro ou ficou presa em alguma parte interna do veículo quando se escondeu na área do motor para dormir.

Quando os veterinários viram a gatinha, eles pensaram que sacrificá-la seria a única opção para acabar com o seu sofrimento. Mas eles resolveram tentar e Holly conseguiu sobreviver à tragédia. No dia de natal, Matthew, Simone e os seus dois filhos conduziram durante 2 horas para ir ao encontro de Holly. Quando chegaram lá, o casal teve a certeza de que esta foi a decisão certa. Ao ver a gata, Scarlette apontou para Holly e disse "dodói". A mãe então respondeu: "Sim, dodói". Então a criança tocou o seu próprio ombro e disse "sim, dodói". A conexão entre a gata e a menina foi instantânea.

Uma semana mais tarde, Holly estava em casa junto com a nova família. Scarlette está agora livre do cancro, mas terá que passar por vários procedimentos médicos ao longo da sua vida. Os pais esperam que a gatinha se transforme numa fonte de inspiração e conforto para a menina.

O encontro da gata e da criança devia estar mesmo escrito nas estrelas. Vendo o animalzinho todos os dias, Scarlette crescerá sabendo que ela não é a única criatura no mundo sem um braço, fortalecendo assim a sua auto-estima e a certeza de que poderá levar uma vida normal. Partilha esta linda história de superação com os teus amigos e familiares. A ideia que esta família teve foi profundamente inspiradora.

Partilhar no Facebook
0 0 Partilhas

Fonte: Naoacredito

Goste/partilhe