Notícias : Esta alemã, mãe de 4 filhos, morrerá em breve. O adeus dela no Facebook emocionou o país inteiro.

Esta alemã, mãe de 4 filhos, morrerá em breve. O adeus dela no Facebook emocionou o país inteiro.

As comoventes últimas palavras de uma mãe.

Partilhar no Facebook
4,386 4.4k Partilhas

Esta alemã, mãe de 4 filhos, morrerá em breve. O adeus dela no Facebook emocionou o país inteiro.

Nina Zacher tem 46 anos e vive em Munique, na Alemanha. Desde há quatro anos, esta mãe de 4 filhos e esposa, sofre de uma doença neurodegenerativa incurável chamada ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica). 

Mas a sua luta está quase no fim: 

Nina já não tem muito tempo de vida. No Facebook, ela postou uma carta de despedida pública que comoveu o país inteiro.

Confere:

"Depois de perderes tudo, serás a pessoa mais calma do mundo" diz a frase no topo.

O texto do post é tocante:

"Após algumas mudanças trágicas nestas últimas semanas, este será provavelmente o meu último post. Eu fico muito surpreendida todos os dias de que ainda seja possível estar viva. Eu sou apenas uma sombra do que um dia eu já fui, e, com meros 35kg e 1,78m de altura, eu estou mais morta do que viva. Minha voz agora está irreversivelmente apagada, exceto por um resmungo ininteligível. Como resultado da minha dificuldade de comunicação e necessidades, que já foram reduzidas ao mínimo, um drama real tende a surgir porque já ninguém me entende. Quando estou sentada, caio para todos os lados e mal sustento minha cabeça em pé. Esta deterioração lancinante é excruciante e eu não consigo entender porque algo assim acontece.

"Não se morre assim tão facilmente", a minha mãe sempre dizia. E eu acho que ela estava certa, porque realmente temos que conquistar o direito de morrer. Hoje eu sei disso. Porque entre se dar conta de que morrerás em breve e de fato "conseguir", existe um longo e agonizante caminho que todos nós ouvimos falar em algum momento. Mas que nós rapidamente deixamos de lado, porque isso não é realmente algo para se conversar numa festa e todo a gente sempre acha que isso só acontece "aos outros".

Agora eu estou sozinha com a maior parte dos meus pensamentos e não posso mais dividí-los com ninguém. Isso é estranho e assustador.

Muito amor para todos vocês que pensam em mim todos os dias. Eu agradeço por isso e desejo-lhes tudo de melhor.

Escrever no computador guiado pela visão requer muito esforço e é incrivelmente cansativo. Então eu peço-vos, que ainda estão à espera de uma resposta para as vossas cartas e mensagens que, por favor, entendam que, infelizmente, eu já não consigo mais."

As palavras desta mãe são emocionantes. Ela lida com esta terrível situação com muita bravura.

Nina está a tentar usar as suas últimas forças para alertar sobre a ELA, uma doença degenerativa que gradualmente leva à paralisia muscular total. 

A ELA não tem cura nem tratamento e o que Nina deseja é que mais dinheiro seja investido em pesquisas em todo o mundo. Pode já ser tarde demais para ela, mas só assim as pessoas que no futuro forem diagnosticadas poderão ter alguma esperança.

Partilhar no Facebook
4,386 4.4k Partilhas

Fonte: Naoacredito · Crédito foto: Naoacredito

Goste/partilhe