Notícias : ​Ela pensa que o namorado dela ressona mas quando ligar a luz e vê o rosto dele, ela grita de horror.​

​Ela pensa que o namorado dela ressona mas quando ligar a luz e vê o rosto dele, ela grita de horror.​

Uma situação terrível!

Publicado por Vamos lá Portugal em Notícias
Partilhar no Facebook
202 202 Partilhas

Ela pensa que o namorado dela ressona mas quando ligar a luz e vê o rosto dele, ela grita de horror.

Lisa Lee, uma jovem de Ashington em Norhumberland, viveu o horror.

Quando ela ia empurrar o namorado da cama por este ressonar alto demais, ela percebeu que ele estava morto e estes tinham sido os seus últimos suspiros.

Little Lewis, 25 anos, sofria de síndrome de Brugada, uma doença que provoca arritmia cardíaca, bem como potenciais paragens cardíacas. No entanto, havia um baixo risco de o coração parar durante a noite.

Agora, a jovem mãe e viúva lança petição para que pessoas com este síndrome sejam equipadas com um desfibrilador interno, o que poderia, na sua opinião, ter salvado a vida do seu companheiro.

"Fomos informados de que Lewis teria uma vida longa e saudável, mas morreu um ano após o diagnóstico.

Nós estávamos na cama, eu pensei que ele estava a ressonar, então eu empurrei-o, dizendo-lhe para parar. Mas os lençóis estavam molhados, algo estava errado. Acendi a luz e viu que o seu rosto estava roxo, ele não estava a respirar. Eu chamei uma ambulância, que durou uma eternidade. Ele foi declarado morto no hospital. "

"Eu fiquei a saber que o ronco foi ar a sair do seu corpo. Perder Lewis destruiu-nos, a mim e ao nosso filho Tyler. Eu quero que as pessoas com a mesma condição tenham a oportunidade de ter um desfibrilador interno.

Esta condição é um assassino silencioso, eu quero que as pessoas sejam educadas."

Lewis viveu uma vida normal e ativa, nenhuma medicação não foi prescrita. Lisa teme que o seu filho também seja afetado por este síndrome e que a história se repita.

Partilhar no Facebook
202 202 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye

Goste/partilhe