Notícias : ​Ao classificar uma captura, os pescadores presenciam uma cena horrível. É difícil habituar-se a isto!

​Ao classificar uma captura, os pescadores presenciam uma cena horrível. É difícil habituar-se a isto!

Presa inusual da parte dos pescadores

Partilhar no Facebook
61 61 Partilhas

Ao classificar uma captura, os pescadores presenciam uma cena horrível. É difícil habituar-se a isto!

Todos sabemos como é difícil o trabalho de um marinheiro. A maioria das pessoas nem consegue imaginar como se pode resistir semanas, ou mesmo meses, sabendo que a única coisa que nos separa das profundezas do abismo do oceano é uma “concha” flutuante feita por pessoas.

Apenas aqueles com mais coragem e força de vontade estão aptos para este trabalho. Estas pessoas, já desde crianças que ouvem o apelo mar. Com a idade, muitas vezes escolhem uma profissão relacionada com o oceano e passam a maior parte das suas vidas desfrutando do murmúrio da maré.  

Naturalmente, muitos de nós gostam de um momento de lazer, sentados à margem de um lago ou rio com uma cana de pesca. Mas uma coisa é pescar por prazer, outra é fazê-lo numa escala industrial.

No entanto, existem momentos em que os pescadores de cana e os pescadores profissionais se comportam de uma forma idêntica. Ambos gostam de mostrar a sua captura, especialmente se esta não for muito normal. Desta vez, por exemplo, ao trazer a rede de pesca para a superfície, os homens nem suspeitavam da estranha presa que os esperava.   

Juntamente com um cardume, a rede capturou um peixe enorme que, quando foi trazido para o convés, infelizmente, já estava morto. Os homens identificaram logo o peixe gigante como uma espécie de tubarão. 

O tubarão gigante, como é chamado no meio científico, perde em tamanho apenas para a baleia. Este alimenta-se de plâncton e não representa perigo algum para os seres humanos. 

De livre vontade, os pescadores não iriam apanhar este gigante. Hoje em dia, os tubarões gigantes não são objetivo de caça, mas há um século e meio a sua captura era muito comum. A carne dos peixes enormes, com exceção das barbatanas, não é comestível, mas não eram caçados por isso.  

Os tubarões gigantes eram capturados pelo seu azeite de fígado: um único tubarão adulto podia proporcionar entre 300 e 2000 litros desta substância de cor amarelo acastanhado. Agora, no entanto, a redução significativa do preço do azeite de turbarão fez com que a captura deste peixe gigante já não seja rentável. Mas as barbatanas gigantes ainda são altamente valorizadas no mercado do Leste Asiático. 

Infelizmente, este tubarão não pôde ser salvo. Como é sabido, os tubarões passam a vida em movimento e, apenas em movimento, as suas brânquias filtram o oxigénio da água. Imobilizado, o gigante afogou-se antes de a rede ser levada à superfície. 

Felizmente, nem todas as histórias de capturas anormais de marinheiros terminam da mesma maneira trágica. Juntamente com os enormes peixes e cadáveres de animais afogados, outros habitantes do mar por vezes metem-se na rede. 

Por exemplo, a foca na imagem abaixo foi capturada por uma rede de pesca sem sofrer danos. Além disso, devolvê-la ao mar teve que ser quase à força!

Como pode ver, a profissão de pescador é, merecidamente, considerada difícil. Mas levam todas as emoções e impressões para toda a vida!   

Este artigo pareceu-te interessante? Partilha-o com os teus amigos.

Partilhar no Facebook
61 61 Partilhas

Fonte: Qué Pasada · Crédito foto: Qué Pasada

Goste/partilhe