Notícias : ​A mulher queixava-se de que os seus cuidadores a maltratavam. As imagens que a câmara oculta gravou são brutais

​A mulher queixava-se de que os seus cuidadores a maltratavam. As imagens que a câmara oculta gravou são brutais

Cruel e covarde

Partilhar no Facebook
495 495 Partilhas

A mulher queixava-se de que os seus cuidadores a maltratavam. As imagens que a câmara oculta gravou são brutais

AVISO: Este artigo contém imagens que podem ser perturbadoras para alguns leitores. 

Como muitas pessoas idosas que necessitam de assistência dia e noite, Minnie Graham passava a última fase da sua vida numa residência para idosos em Garland, Texas. A senhora de 98 anos de idade não era somente uma velhinha simpática e amável, mas também uma bisavó muito querida para a sua enorme família.     

Mas quando Minnie disse às suas netas Terri Hardin e Shirley Ballard que alguns dos cuidadores da residência a magoavam, elas ficaram muito surpreendidas. A velhinha mencionou um assistente em concreto, que tinha sido extremamente cruel com ela. 

Quando os membros da família notaram que muitas vezes tinha ferimentos, a família ficou muito preocupada e foram à administração da residência para saber o que se estava a passar: A explicação: Minnie tinha caído várias vezes da sua cadeira de rodas. A família de Minnie não engoliu a história; eles sabiam que algo estava errado e ocorreu-lhes uma ideia muito moderna para descobrir a verdade. 

Eles instalaram uma câmara escondida no quarto da Minnie e gravaram o que realmente estava a acontecer. A sequência dos maus-tratos era extremamente chocante, para falar de alguma forma. 

Quando viram o vídeo, não podiam acreditar. No ecrã via-se claramente como a suposta "assistente" de Minnie lhe dava empurrões, a bofeteava, sacudia-lhe o braço e lhe puxava o cabelo. Os maus-tratos também incluíam meter um trapo imundo na boa desta idosa indefesa e borrifar-lhe a cara com água. 
Mas não sofria somente abusos físicos. A família de Minnie ouviu aterrorizada como a empregada do lar de idosos insultou a sua querida matriarca ao chamar-lhe "asquerosa" e "atrasada". Consegue-se ouvir Minnie a chorar e a pedir ajuda, a qual nunca chegou.  

E como se isto não fosse suficiente, descobriu-se que a empregada não era a única que tinha maltratado Minnie. Outro assistente também aparece no vídeo, empurrando-a, dando-lhe beliscões e falando-lhe num tom muito agressivo. Teri Hardin, um dos numerosos netos de Minnie, resumiu o acontecido perfeitamente: "Sem qualquer tipo de compaixão. Sem compaixão.  

Pode ver mais detalhes deste caso lamentável nesta reportagem:  

A família levou este vídeo à Polícia, onde imediatamente entraram em ação. Os funcionários que cometeram o abuso foram despedidos imediatamente, mas infelizmente, ainda não pagaram pelo seu terrível crime perante a justiça. Surpreendentemente, um deles encontrou um novo trabalho noutro lar de idosos. Esperemos que esta situação mude quando esta história seja mais conhecida.

Infelizmente, Minnie morreu poucas semanas após a gravação do vídeo. "Definitivamente, isto afetou a sua vontade de viver", comentou Hardin numa entrevista. Outra das suas netas está convencida de que todos esses maus-tratos foram tão duros e extremos que Minnie simplesmente "se rendeu". 

Sem dúvida, uma forma terrível de viver os seus últimos dias neste mundo. Oxalá Minnie tenha encontrado a paz antes de passar a uma vida melhor. Pelo menos sabia que os seus entes queridos a amavam e fariam qualquer coisa para protegê-la. É hora de se fazer justiça e certificar-se de que estas pessoas cruéis e insensíveis não voltam a fazer mal novamente a mais ninguém.

Partilhar no Facebook
495 495 Partilhas

Fonte: No lo creo · Crédito foto: No lo creo

Goste/partilhe