Notícias : A Coreia do Norte lançou uma declaração incendiária que alarma todo o planeta.

A Coreia do Norte lançou uma declaração incendiária que alarma todo o planeta.

Nada reconfortante ...

Partilhar no Facebook
994 994 Partilhas

A Coreia do Norte lançou uma declaração incendiária que alarma todo o planeta.

Um funcionário do governo norte-coreano prometeu que o país "nunca vai parar" os seus testes nucleares e de mísseis, enquanto so os Estados Unidos continuarem a ser hostis.

"Testes nucleares são importantes para fortalecer as nossas forças nucleares", disse Sok Chol Won, diretor do Instituto de Direitos Humanos da Academia de Ciências Sociais na Coréia do Norte.

"Enquanto os Estados Unidos continuaream a mostrar atos de agressão, não vamos parar os nossos testes nucleares e de mísseis. "

Estes comentários foram feitos depois que a Coréia do Norte realizou o seu maior exercício de fogo de sempre para marcar o 85º aniversário do estabelecimento do exército.

Quando foi questionado sobre as condições terríveis dos campos de prisioneiros norte-coreanos, onde milhares de homens e crianças estão detidos, Sok Chol Won respondeu: "Essas pessoas são criminosos que fugiram e que foram pagos para mentir e encorajados pelos os EUA e pelos seus seguidores. "

Enquanto isso, a Coreia do Sul e os Estados Unidos concordaram esta quinta-feira "medidas punitivas rápidos" contra a Coréia do Norte em caso de provocações futuras.

"Ambos os lados estão empenhados em tomar rapidamente medidas punitivas, incluindo uma nova resolução do Conselho de Segurança da ONU no caso de novas  provocações da Coreia do Norte.", Diz o gabinete presidencial da Coreia do Sul após uma chamada entre Kim Kwan-jin, conselheiro de segurança nacional, com o seu homólogo norte-americano, HR McMaster.

A ameaça norte-coreana é possivelmente o maior desafio de segurança para o Presidente, Donald Trump.

Ele promete evitar que a Coreia do Norte atinga os Estados Unidos com um míssil nuclear.

Partilhar no Facebook
994 994 Partilhas

Fonte: Ayoye · Crédito foto: Ayoye

Goste/partilhe