Imagens : Em 1850, um fazendeiro encontrou esta porta secreta. O que vê lá dentro impressiona o mundo inteiro.

Em 1850, um fazendeiro encontrou esta porta secreta. O que vê lá dentro impressiona o mundo inteiro.

Um segredo ancestral.

Partilhar no Facebook
905 905 Partilhas

Em 1850, um fazendeiro encontrou esta porta secreta. O que vê lá dentro impressiona o mundo inteiro.

Em 1850, um fazendeiro escocês das ilhas Orkney faz uma descoberta incrível. Enquanto inspecionava os danos causados por uma forte tempestade, ele encontra uma passagem de pedra em uma pequena baía. O que há lá dentro surpreende o mundo.

Ele encontra resquícios de uma civilização ancestral. Há milhares de anos, havia uma sociedade florescendo aqui. Até aquele dia do ano de 1850, os indícios haviam sido encobertos pelas dunas. Foi a tempestade que expôs o local.

Este assentamento tem mais de 5000 anos, sendo, assim, mais antigo do que as pirâmides do Egito! A cidade era conhecida como Skara Brae. As casas ficaram bem protegidas graças às dunas de areia, por isso permaneceram em boas condições. Para os arqueólogos isso é como ganhar na loteria.

Colonizado entre 3180 e 2500 A.C, este é um dos mais antigos sítios arqueológicos permanentes da Grã-Bretanha. Oito casas de pedra permaneceram intactas e permite que nos aproximemos mais da cultura deles. Os pesquisadores acreditam que mais ou menos 50-100 pessoas viveram aqui.

Cada uma das casas era ligada às outras por meio de um sistema de túneis, mas também poderiam ser bloqueadas por uma porta de pedra.

Um detalhe se destaca: em cada cômodo tem uma cama maior do que as demais. Além disso, existem prateleiras, cadeiras, armários e guarda-roupas em cada um. Algumas das caixas onde guardavam seus pertences eram à prova de água. Cientistas imaginam que peixes vivos eram mantidos ali para que ficassem frescos para serem cozidos depois.

Partilhar no Facebook
905 905 Partilhas

Fonte: naoacredito · Crédito foto: naoacredito

Goste/partilhe