Animais : Este homem carregava algo terrível debaixo de uma manta. Quando a levantou, soltei um grito enorme

Este homem carregava algo terrível debaixo de uma manta. Quando a levantou, soltei um grito enorme

Monstruoso!

Partilhar no Facebook
386 386 Partilhas

Este homem carregava algo terrível debaixo de uma manta. Quando a levantou, soltei um grito enorme

Aviso: Este artigo contém imagens que podem ser perturbadoras para alguns leitores.

Cubby, um cão de rua da Índia, tinha permanecido escondido numa casa abandonada durante muitos dias. Algumas pessoas notaram que o cão ficou gravemente ferido, mas ninguém sabia o que fazer. Por fim, alguém ligou para os voluntários da associação protetora de animais Animal Aid Unlimited, que foram em seguida resgatar a pobre criatura.

Quando os voluntários entraram na casa, eles esperavam ver um cão ferido, mas eles definitivamente não estavam preparados para o que iriam encontrar. Nunca tinham visto antes um animal com uma ferida aberta na cabeça tão grande como esta. Não se sabe como, mas tinham-lhe arrancado o couro cabeludo a este pobre cão e ele tinha o crânio completamente a descoberto! 

E como se este espetáculo macabro não fosse suficiente, o cheiro a podre era tão intenso que alguns membros da equipa começaram a sentir náuseas. Eles não conseguiam acreditar que um animal nestas condições continuava vivo. 

Quando se aproximaram um pouco mais, puderam ver o alcance da ferida. O animal estava em estado grave, a ferida estava suja e infetada. Mas os salvadores não perderam a esperança e levaram Cubby com eles. Estavam dispostos a dar-lhe toda a atenção e o cuidado para que ficasse curado. 

No início, Cubby não queria mexer-se. Talvez não confiasse nos humanos que estavam a tentar ajudá-lo ou talvez simplesmente estava demasiado fraco. Contudo, após algumas carícias e um breve trabalho de persuasão, os voluntários conseguiram convencer Cubby a acompanhá-los. 

Para salvaguardar um pouco a sua dignidade perdida, a equipa envolveu-o numa manta para não o exibir enquanto o levavam para o camião. 

Depois de terem voltado com Cubby ao refúgio animal, o primeiro que fizeram foi limpar e curar a sua ferida. Claro, o processo não era adequado para pessoas fracas; ver os socorristas a retirar toda a sujidade e a desinfetar a ferida é muito impressionante. 

Finalmente, limparam e ligaram toda a ferida. 

Os voluntários estimam que Cubby poderia ter tido uma morte dolorosa após algumas horas, se o auxílio não tivesse chegado a tempo. O período de convalescença durou oito semanas no total, mas ficou claro que Cubby fazia grandes progressos diariamente.

E então chegou o grande dia: eles retiraram as faixas e toda a gente se emocionou ao ver que a ferida selvagem tinha curado muito bem. 

Hoje, Cubby é um cão feliz, saudável. Têm de ver os seus olhos brilhantes e como move o rabo! 

Pode ver a incrível história de resgate do Cubby neste vídeo (em inglês):  

Provavelmente nunca ficaremos a saber quem ou o quê causou a Cubby esta ferida terrível, mas esta história teve um final feliz e é isso o que realmente importa. É muito reconfortante saber que existem pessoas como que as que ligaram para pedir ajuda, e que voluntários como os da Animal Aid Unlimited saem para as ruas para procurar criaturas que tanto precisam deles, como esta.

Partilhar no Facebook
386 386 Partilhas

Fonte: No lo creo · Crédito foto: No lo creo

Goste/partilhe